Cientistas negras brasileiras

Contribuição de Anita di Marco.

1487948035_323512_1487957412_noticia_normal_recorte1

As mulheres negras que realizam pesquisas voltadas para ciências exatas são pouco mais de 5.000.

Mulheres negras na ciência tem presença mínima no mundo todo, algo que no Brasil não é diferente. O CNPq passou a solicitar a partir de 2013 que os pesquisadores brasileiros informassem a raça e a cor em seus lattes e, segundo um estudo realizado em 2015, dos 91.103 bolsistas da instituição cursando pós-graduação, as mulheres negras que realizam as pesquisas voltadas para as ciências exatas são pouco mais de 5.000, ou 5,5% das pessoas. A pouca diversidade poderia estar colaborando para que a ciência produzida no Brasil seja descolada da necessidade da população, de acordo com a reportagem publicada pelo portal El País.

Acompanhe a notícia completa no link abaixo.

Fonte da notícia e imagem: http://brasil.elpais.com/brasil/2017/02/24/ciencia/1487948035_323512.html

Save

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s